Distração pode ser considerada um traço cognitivo, de acordo com pesquisa realizada no Reino Unido

Distração pode ser considerada um traço cognitivo, de acordo com pesquisa realizada no Reino Unido


Vamos começar este novo post com um desafio: observe atentamente esta imagem e localize duas letras O escondidas entre as letras Q. Encontrou? Se demorou para localizá-las ou simplesmente não achou, certamente tem problemas em se concentrar ou, em casos mais extremos, pode ter Transtorno  de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). Até então, nenhuma novidade com o cotidiano agitado que boa parte das pessoas vivem nos dias atuais, mas este déficit de atenção pode ir além de um diagnóstico clínico.

Uma pesquisa realizada pela professora Nilli Lavie, do Instituto de Neurociência Cognitiva da Universidade College London, no Reino Unido, constatou que distração pode ser um traço cognitivo. Assim como nos diferenciamos uns dos outros de acordo com características de personalidade, amabilidade ou extroversão, por exemplo. De acordo este o estudo, publicado no periódico científico Psychological Science, estre traço afeta todos os indivíduos em grau menor ou maior.

Para verificar se esse traço existe realmente, Lavie teve a ajuda de outra pesquisadora e contou com a participação de 174 adultos, pedindo que todos eles completassem uma tarefa no computador para medir a capacidade de concentração de cada um. O teste era o mesmo postado no começo desta matéria e assim que concluíssem o objetivo, deveriam apertar um botão. Porém, em 25% dos 384 testes, um desenho aparecia em cima ou embaixo das letras.

O desenho não tinha função nenhuma no teste, tinha o objetivo apenas de distrair os participantes. O grau de distração foi medido, então, pelo grau com que a imagem retardava a resposta de cada um deles. Após este teste, os envolvidos ainda completaram um questionário sobre sintomas de TDAH na infância. Os resultados apontaram que a distração estava associada aos sintomas relatados neste questionário.

“Concluímos então que a distração é um traço que já está presente durante a infância e leva pessoas a sofrer lapsos de atenção durante toda a vida adulta”, disse Nilli Lavie. De acordo com a pesquisa, este estudo pode contribuir para entendermos porque alguns indivíduos parecem ser mais propensos a acidentes ou erros causados por falta de atenção.

Ter um traço cognitivo como este pode influenciar e causar impactos no desenvolvimento e performance profissional e educacional de uma pessoa, além de sua capacidade de focar em atividades simples do dia a dia como a leitura, por exemplo.

+ There are no comments

Add yours