Workshop treina para entrevistas da segunda fase do Einstein

Workshop treina para entrevistas da segunda fase do Einstein


O manual do candidato da Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein é categórico: “as competências pessoais não cognitivas desejáveis ao aluno que ingressa no curso de Medicina estão bem estabelecidas na literatura, mas não são avaliadas no vestibular convencional, sendo esse o intuito das MME”. MME, no caso, é a abreviação para Múltiplas Mini Entrevistas, método utilizado no ingresso em muitas faculdades no Canadá, Reino Unido e nos Estados Unidos.

Procurando um perfil muito específico para os alunos, a instituição adotou essa dinâmica na segunda fase do vestibular. Para passar por ela, no entanto, o candidato deve antes passar uma etapa que avalia os conhecimentos adquiridos no Ensino Médio. Apenas os 256 melhores colocados em uma prova com 50 questões de múltipla escolha, seis questões dissertativas e uma redação estarão aptos a passar pela bateria de cenas.

A atividade é muito bem cronometradas: um minuto para chegar na sala, dois minutos para ler as instruções e seis minutos para agir. Depois, passa para a próxima divisão, onde o processo reiniciará, até cumprir as oito mini entrevistas. Cada sala possui um cenário diferente e em cada um o aluno será convidado a expor suas impressões e habilidades. A ação pode ser tanto uma discussão com o avaliador quanto uma interação com um ator. As competências analisadas podem incluir comunicação efetiva, empatia, pensamento crítico, trabalho em equipe, liderança, ética, compaixão e motivação.

Quem passou por isso em 2015 foi o diretor financeiro do Centro Acadêmico da faculdade, Sámer Jabbour Ferreira. “Foi uma experiência única, diferente mesmo”, conta.

“Era uma prova, mas eu estava sendo avaliado como pessoa, não pelo conhecimento que eu tinha.”

Assim surgiu a ideia de ajudar quem ainda vai passar pelo teste. Sámer é um dos organizadores de um workshop que propõe uma vivência muito parecida ao que será cobrada dos candidatos. Dividida em duas partes, a oficina primeiro expõe temas abordados e como o candidato deve falar e agir; a segunda é um simulado da dinâmica propriamente dita.

O workshop para 2018 ainda não tem data definida.

2 Comments

Add yours

+ Leave a Comment