FGV-Adm: saiba como é a prova de Língua Portuguesa

FGV-Adm: saiba como é a prova de Língua Portuguesa


A primeira fase do vestibular da FGV-Adm será no próximo domingo, dia 4, na sede da rua Itapeva, 392, com portões fechados às 8h15 no período da manhã e às 13h45 no período da tarde, sem tolerância para atrasos. Dentro dele, a prova de Língua Portuguesa é composta de 15 questões objetivas e faz parte do módulo da tarde.

Os testes são divididos quase equitativamente entre questões de Literatura e de Gramática. Nas questões gramaticais a FGV tem focado muito mais em semântica e estilística que em sintaxe. “Nessa parte da prova o aluno que demonstrar uma boa habilidade de leitura e um bom conhecimento de mundo vai sobressair”, diz o professor Vidal Varella Filho. Os testes podem até trazer uma charge ou um quadrinho, mas não é praxe. O mais comum são textos genéricos e atuais em itens que demandam interpretação de texto e familiaridade com variações da norma, formação das palavras e anáfora.

Para a prova de literatura o vestibular indica a leitura de 10 obras e a banca tenta aproveitar o maior número possível delas, sendo comum questões comparando livros. “O mais importante é o candidato entender a figuração que cada obra faz da sociedade brasileira”, indica o professor Danislau. “Nem todos os autores fazem isso engajados politicamente, mas todos mostram uma sociedade problemática”, enfatiza. Além disso, os títulos indicam assuntos possíveis, como regionalismo, memorialismo e o maniqueísmo.

Veja a lista completa das obras:
Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida
Til, de José de Alencar
Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
O Cortiço, de Aluísio Azevedo
O Ateneu, de Raul Pompeia
Macunaíma, de Mário de Andrade
Vidas Secas, de Graciliano Ramos
Capitães da Areia, de Jorge Amado
Claro Enigma, de Carlos Drummond de Andrade
“A hora e vez de Augusto Matraga” (do livro Sagarana), de João Guimarães Rosa.

1 comment

Add yours

+ Leave a Comment