Fuvest terá prova colorida e sistema de reconhecimento facial

Fuvest terá prova colorida e sistema de reconhecimento facial


Uso de cores deve aumentar o grau de exigência nas observações de mapas e gráficos

Pela primeira vez, os estudantes receberão provas impressas em cores, com figuras, mapas, gráficos e imagens coloridas. Para aprimorar a segurança do processo, um sistema de reconhecimento facial vai comparar digitalmente a foto que o candidato cadastrou no sistema da Fuvest no momento da inscrição no vestibular com a imagem coletada pelos fiscais nos dias de exame, por meio de um aplicativo.

 

Outra diferença em relação à edição passada é número de listas de chamada de aprovados para a matrícula, que diminuiu de cinco para três.

 

“Resolvemos otimizar o processo, pois vimos, em 2019, que até a terceira chamada, 82% das vagas já tinham sido preenchidas. E a quinta chamada elevava muito pouco esse percentual, para 85%”, explica Edmund Chada Baract, pró-reitor de graduação da USP. “Então decidimos fazer três chamadas e lista de espera, e vamos convocando os candidatos conforme a disponibilidade de vagas”.

 

De todas essas novidades, a que terá maior impacto na vida dos estudantes é a prova colorida. (…) Para Alexandre Antonello, coordenador pedagógico do Cursinho CPV, em São Paulo. Para ele, além de aumentar o grau de exigência nas observações de mapas, gráficos e imagens em geral, a prova colorida é visualmente melhor para o aluno, pois torna o exame mais agradável, mais leve e cansa menos.

Veja a reportagem completa no portal da Folha.

1 comment

Add yours

+ Leave a Comment